Por que a resistência de advogados a mudanças tecnológicas ainda existe?

Tempo de leitura: 3 minutos

Extremamente tradicional, o meio jurídico é, naturalmente, avesso a inovações. A resistência de advogados a mudanças tecnológicas acaba sendo uma característica do próprio mercado. Ainda não há uma cultura predominante em departamentos jurídicos e em escritórios de advocacia em investir na implantação de softwares jurídicos.

No entanto, a realidade dos escritórios é outra. Os potenciais clientes de agora são nativos digitais que, quando precisam de orientação jurídica, procuram na internet. Com poucos cliques, eles contratam advogados e tiram suas dúvidas, por exemplo.

É urgente se adaptar a essa realidade e buscar outros meios de conquistar clientes e melhorar o atendimento a eles. As equipes de gestão dos escritórios de advocacia e departamentos jurídicos precisam olhar atentamente para esse empecilho na rotina dos advogados.

Continue lendo nosso artigo para saber quais caminhos seguir para vencer a resistência de advogados a mudanças tecnológicas.

A tecnologia é ameaça ou aliada?

A função da tecnologia na advocacia é facilitar as atividades do advogado. No entanto, cabe aos profissionais decidirem se implementar um software jurídico na rotina de escritórios e departamentos jurídicos é uma ferramenta de ajuda ou uma ameaça.

Primeiramente, os advogados precisam estar preparados para as novidades que as empresas inovadoras em lawtech têm para oferecer. Ao estarem dispostos a ultrapassar essa barreira, os advogados abrem a mente e novas oportunidades surgem.

A tecnologia, aliás, também é uma excelente aliada para vencer o mercado saturado da advocacia. As novas ideias, as maneiras inovadoras de lidar com problemas antigos, refletem de maneira positiva no trabalho do advogado.

Como vencer a resistência de advogados a mudanças tecnológicas

A resistência de advogados a mudanças tecnológicas deve ser vencida com conhecimento, informação e suporte adequado.

Para ter sucesso ao implementar uma gestão tecnológica em escritórios de advocacia e em departamentos jurídicos, foque nos benefícios que o novo conceito trará para o cotidiano dos advogados. Algumas vantagens que as mudanças tecnológicas trazem:

– Automação dos processos;

– Estruturação dos dados;

– Facilidade na tomada de decisões;

– Análise preditiva baseada na realidade;

– Redução do risco de falhas em processos judiciais;

– Melhora a divisão de tarefas;

– Mais produtividade.

Mudança de mindset

O Direito não é mais o mesmo, pois a advocacia está em profunda transformação. Os advogados como vimos em épocas passadas quase não existem mais. Houve uma mudança de mentalidade muito profunda, que faz com que a tecnologia desempenhe um papel fundamental na rotina jurídica.

Com a tecnologia, os advogados contemporâneos podem focar mais nas ações táticas e estratégicas e menos na parte operacional da advocacia. Além disso, a tecnologia transforma os advogados em parceiros de negócios, com um olhar disruptivo para a profissão.

É indiscutível que a tecnologia chegou para ficar. Então, ao invés de fugir disso, divirta-se! Enxergue por outros caminhos, aprenda, procure orientações para melhorar seus processos.

Gostou do conteúdo de hoje? Para seguir recebendo informações sobre o universo da advocacia, o mundo dos negócios e tecnologia, assine nossa newsletter.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *